Skip to content

THE DARKEST LIE: O Pesadelo que vive uma Mentira

14/01/2011

In this riveting new installment of New York Times bestselling author Gena Showalter’s Lords of the Underworld series, Gideon, keeper of the Demon of Lies, fights to uncover the truth….

Forced to his knees in agony whenever he speaks the truth, Gideon can recognize any lie—until he captures Scarlet, a demon-possessed immortal who claims to be his long-lost wife. He doesn’t remember the beautiful female, much less wedding — or bedding — her. But he wants to . . . almost as much as he wants her.

But Scarlet is keeper of Nightmares, too dangerous to roam free, and a future with her means risking everything. Especially as Gideon’s enemies draw closer . . . and the truth threatens to destroy all he’s come to love . . . ¹

Já pensou se sua vida e todas as suas lembranças fossem uma mentira? Como seria se você não fosse capaz de dizer uma única verdade – como o seu nome ou o nome de seus amigos – sem sentir dor? Dizer a pessoas especiais o quanto você se importa com eles? Na cara dura!? NOWAY. Fazer a pessoa que você ama acreditar que quando diz que a odeia o significado é na verdade ao contrario sem realmente dizer isso? Muito complicado!

Eu enrolei para ler esse livro justamente por isso; acreditava que me esforçaria demais pra ‘traduzir’ o que o Gid dizia, mas como sempre digo, a Gena é O CARA. Ao contar a historia de Gideon, The Darkest Lie vai muito além das mentiras contadas por ele pra sobreviver. O livro explora brilhantemente o passado do guerreiro, e nele descobrimos coisas bastante interessantes, como por exemplo o porque de sua predileção pela cor azul.

“There wasn’t this kid in Tartarus, and he wasn’t the ugliest little thing I’d ever seen. One day I didn’t deliver a new prisoner into his cell and the kid didn’t ask for a game. Only thing I couldn’t find was paper and a crayon. Wasn’t blue. When I didn’t hand them over, the kid didn’t smile the sweetest smile I’d ever seen and tell me that blue was the bestest color in the world, like the sky he’d heard about but had never seen. That day, blue didn’t start to represent…freedom to me.”² 

A cota romântica da história fica por conta de Scarlet, Guardiã de Pesadelos, filha da Deusa rainha Rhea – que é também a ‘madrinha’ dos caçadores – e que diz ser nada menos que a esposa abandonada e esquecida de Gideon. Scar – como Gideon a chama – e suas verdades intrigam bastante o guerreiro, pois primeira vez em séculos Mentiras não consegue distinguir se o que ela diz é verdade ou mentira – a explicação para esse repentino lapso de Mentiras também é outra sacada maravilhosa da Gena . Gideon então, se lança em uma busca desenfreada pela verdade, essa busca faz com que ele se apaixone – novamente?! – por Scarlet; e sabe aquele ditado que diz que ‘quem procura acha’? É bem assim que acontece! A verdade nem sempre é tão boa quanto imaginamos, mas viver em uma eterna mentira pode também não o ser.

Gideon e Scarlet não são os únicos pombinhos; Aeron e Olivia aparecem nesse livro como que pra fechar algumas lacunas que ficaram abertas em The Darkest Passion. Os dois entram em cena felizes e brincando de pique-pega na floresta e até atrapalham as ‘férias’ do Amun. Falando em Amun, a história dele começa a ser escrita quando ele aceita acompanhar Aeron ao inferno em busca da Legion – sério, pq o Aeron gosta tanto dessa demônio que só faz merda?! – , e as conseqüências dessa decisão deixam qualquer leitor surtanto em expectativa pelo livro dele.

Alguém ao longo desses 7 livros já tinha parado pra pensar em como seria o relacionamento entre dois demônios?! Eu nunca. Pelo menos não até a Gena relacionar Mentiras com Pesadelos; e eu vos digo: essa história é mais velha que Zeus. Isso explica algumas coisas como por exemplo, porque Pesadelos não gostava de machucar o Gid; porque Mentiras ora queria Scarlet ora não queria. E dessa relação Mentiras/Pesadelos, sai a melhor das revelações: O demônio do Gideon – Mentiras – é uma MENINA. E se você já tinha vontade de pôr o Gid num potinho – como eu tinha – , espere ate ver toda a fofura de Mentiras!! *———-*

“My demon’s a girl?” Gideon said, astonished.

Truth. He’d just spoken the truth, but he wasn’t suffering. Did he realize? “You didn’t know? I’ve always known mine was male.”

“Clearly you’re the smarter of us.”

Their eyes met, and they shared a husky laugh.³

Assim como todos os outros livros da série, The Darkest Lie me troxe algumas reflexões. Como deve ser difícil descobrir que você viveu uma mentira durante toda a sua vida! E ai eu me pergunto o que seria melhor. Viver feliz e seguro numa eterna mentira, ou ir atrás de uma verdade devastadora e reconstruir a felicidade do zero!?

Eu sinceramente não saberia escolher. Mas sei que nós as vezes procuramos tanto por algo, que acabamos por encontrar; e o que encontramos nem sempre é o que procurávamos.

Resumindo, esse livro é engraçado, romântico e cheio de momentos OMG! Ou WTF?!

Vale muito a pena a leitura não só desse livro, mas de toda a série.

Tradução livre dos trechos em ingles

¹ Forçado a cair de joelhos em agonia sempre que diz a verdade, Gideon pode reconhecer qualquer mentira – até que captura Scarlet, uma demônio imortal possuída que clama ser sua longamente perdida esposa. Ele não recorda à formosa mulher, muito menos o casamento – ou deitar-se com ela. Mas o deseja… Quase tanto como deseja a ela.

Mas Scarlet é a Guardiã dos Pesadelos, muito perigosa para vagar livre, e um futuro com ela poderia significar a ruína definitiva. Especialmente com os inimigos de Gideon aproximando-se ainda mais… E a verdade que ameaça destruir tudo que ele chegou a amar…

² Não tinha esse garoto no tártaro, e ele não era a coisa mais feia que já vi. Um dia, eu não fui entregar um novo prisioneiro em sua cela e o garoto não me pediu um brinquedo. A única coisa que não consegui achar foi papel e giz de cera. Não era azul. Quando eu não os entreguei, a criança não me deu o sorriso mais doce que já vi e disse que azul era a melhor cor do mundo, como o céu que tinha ouvido, mas nunca visto. Naquele dia, o azul não passou a representar…liberdade pra mim.

³ “Meu demônio é uma menina?” Gideon disse, surpreso.

Verdade. Ele tinha acabado de falar a verdade, mas ele não estava sofrendo. Será que ele

percebeu? “Você não sabia? Eu sempre soube que o meu era menino.”

“É evidente que você é a mais esperta de nós dois. “

Seus olhos se encontraram, e eles compartilharam uma gargalhada rouca.

 

 

2 Comentários leave one →
  1. Guardiã da Meia Noite permalink
    14/01/2011 20:15

    O livro do Gid foi o que eu achei mais dificil de ler (a loira aki se confundia o tempo todo com os diálogos…kkkkkkkkkk)…mas foi o que teve a trama mais elaborada tb!! ADOREI!!!

    Não vejo a hora de ler o livro do Amun!!!

  2. 17/01/2011 22:47

    Gostei viu… quero ler e a capa é linda!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: